Produtos de 1,99 - Empresa produz artigos para o lar para o setor de R$ 1,99.
Faturamento médio da empresa é de R$ 200 mil por mês. Existem 35 mil lojas de R$ 1,99 espalhadas pelo país.


Empresa produz artigos para o lar para o setor de R$ 1,99

Clique no link acima p/ ver o vídeo.

Faturamento médio da empresa é de R$ 200 mil por mês.

Existem 35 mil lojas de R$ 1,99 espalhadas pelo país.

Em São Paulo, uma empresa produz artigos para o lar e investe no setor de R$ 1,99. Os produtos são de plásticos: simples e baratos e ajudam as donas de casa nas tarefas do dia a dia.

Cortar batatas palito ou ralar a cenoura bem fininha de um jeito prático. Bastam alguns segundos e o utensílio simples de plástico faz o serviço. Além disso, também é possível descascar legumes, muito rápido.

Esses produtos de plástico, fáceis de usar e baratos, são grandes aliados das donas de casa. O empresário Lincoln Keita Uemura fabrica os utensílios. O negócio é familiar, começou bem pequeno, com o pai dele na década de 1970.

“Iniciamos praticamente do zero, começamos com uma folha de lixa e um pedaço de madeira, achado na rua. Ai meu pai inventou um descascadorzinho de legumes, dobrando uma laminazinha, afiando a lâmina, e ai surgiu o descascador de legumes com cabo de madeira, esse trabalho foi realmente iniciado no fundo de quintal”, diz Uemura.

Hoje, a fábrica ocupa uma área de mais de mil metros quadrados. Tem 43 funcionários. A produção toda acontece aqui. Do corte e perfuração das lâminas aos moldes de plástico. Para dar conta da fabricação, o empresário investiu em 7 injetoras.

São fabricados 20 tipos de produtos plásticos, todos com as mesmas características: pequenos, práticos e de baixo custo. O carro chefe da empresa é um descascador de legumes e frutas. A procura é tão grande que a produção só do item chega a 80 mil unidades por mês.

Os produtos são colocados nas embalagens assim que ficam prontos. Com a estratégia, o empresário conseguiu reduzir 20% dos custos de produção.

“Nós tivemos a intenção de fazer diretamente saindo da máquina, tendo o funcionário ao lado, para que a gente tenha a condição de produção real. O que sair da máquina já sai embalado”, diz Uemura.

O empresário faz lançamentos periódicos para atrair os consumidores e tentar vencer a concorrência chinesa, hoje um dos principais entraves de crescimento no mercado. “Na realidade eu sou raçudo. Aquilo que ele faz eu olho e desenvolvo melhor. Então, com a concorrência com um bom atendimento e um produto de qualidade, eu consigo manter a empresa no mercado”, afirma.

O faturamento médio da empresa é de R$ 200 mil por mês. Lincoln vende os produtos para lojas de utilidades domésticas que trabalham com produtos do setor de R$ 1,99.

Numa loja em Guarulhos, na Grande São Paulo, os utensílios de plástico estão por toda a parte. Lotam as prateleiras. É uma variedade enorme de itens para cozinha. Os produtos fabricados Uemura fazem sucesso.

“Quando eu entro, eu sempre compro alguma coisa. Não tem como, é muita diversidade, muita coisa. Ainda mais os produtos de plástico, você usa muito na cozinha, está sempre repondo e paga barato, acaba atendendo as suas necessidades em casa”, revela a cliente Fátima Sousa.

Para a aposentada Maria do Socorro de Abreu, os produtos de plástico são uma boa opção na cozinha. No dia a dia, ela não abre mão. “Porque eu acho útil, tem para várias, depende do que você quiser. Também não pode levar por levar. Mas tem varias serventias, coisa para a cozinha, para o banheiro, para tudo.”

E clientes na loja não faltam. São 200 pessoas por dia em busca dos utensílios domésticos. Para o lojista, Mario Glorigiano, um setor lucrativo e promissor.

“Hoje o consumidor, além de procurar o preço, ele procura uma boa qualidade e bastante novidade”

Existem 35 mil lojas de R$ 1,99 espalhadas pelo país. Segundo os organizadores da maior feira do setor, estima-se que esse segmento de varejo movimente R$ 8 bilhões até o final do ano. “Esse setor está representando em 40% em todas as vendas da loja, e a cada mês a gente percebe que vem crescendo cada vez mais”, opina Glorigiano.

Empresa produz artigos para o lar para o setor de R$ 1,99
LOJA UNILAR
Contato: Empresário Mário Glorigiano
Rua Capitão Gabriel, 181 – Centro
Guarulhos – SP – CEP: 07011-010
Telefone: (11) 2440-0300

KEITA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA.
Contato: Empresário Lincoln Keita Uemura
Avenida Rotary, 83 – Vila São João
Guarulhos – SP – CEP: 07042-000
Telefone: (11) 2421-3522 / 2464 / 2299
X
Loja Maçônica - Fundada em 15 de agosto de 1958 - Sessão as 3ª feiras as 20:00h.
(11) 2659-5735 -
Rua Iguatinga, 93 - Santo Amaro - São Paulo / São Paulo / Brasil - CEP 04744-040
Falar com Ir:. Pedro Itiro Ito - VM