Giovanni Silva Casanova
Recursos Humanos - Colocação Profissional
(51) 8500-1202 -
Rua Xingú, 144 - - Canoas / Rio Grande do Sul / Brasil - CEP
Falar com Giovanni Casanova
Currículo: veja os erros que automaticamente descartam qualquer candidato

SÃO PAULO - Na busca por um emprego, as primeiras informações e impressões sobre você estarão no seu currículo. Por conta disso, não é muito difícil imaginar o estrago que erros cometidos nesse papel podem causar. Uma pesquisa feita pela Career Builder revelou o que faria os recrutadores descartarem automaticamente um candidato.
E a maior parte deles parece não gostar de erros de ortografia e digitação. Dos mais de 2 mil recrutadores entrevistados, 61% afirmaram que descartaria na hora um candidato que apresentasse um currículo com esse tipo de problema. Ainda, 41% dos recrutadores não aceitam candidatos que copiam em seus currículos partes da descrição do emprego para qual está se candidatando.

O que mais desclassifica os candidatos

Mas os problemas não param por ai. Dos entrevistados, 35% descartam currículos com endereços de e-mail “inapropriados”. Por mais que você tenha um mundo de informações sobre você, é importante aprender a selecionar os itens mais importantes para adicionar no currículo. Isso porque, 22% dos entrevistados disseram que currículos com mais de duas páginas simplesmente não são lidos.
Outros erros apontados na pesquisa foram: currículos impressos em papel decorado - o candidato seria descartado automaticamente por 20% dos selecionadores -, currículos que contém fotos, motivo de desclassificação para 13% dos selecionadores. Por fim os currículos que descrevem mais tarefas do que resultados também são motivos para descarte, para 16% dos empregadores.
Os recrutadores também listaram os currículos com as informações mais incomuns que já caíram em suas mãos. Entre elas estão currículos de candidatos que se auto definem como gênios e que convidam os selecionadores a irem até o apartamento deles.
A pesquisa foi realizada pela CareerBuilder com 2.298 recrutadores norte-americanos, entre os meses de maio e junho deste ano.

Fonte: http://br.financas.yahoo.com/noticias/curr%C3%ADculo-veja-erros-automaticamente-descartam-151100572.html


Qualificação profissional

Qualificação profissional e a preparação do cidadão através de uma formação profissional para que ele ou ela possa aprimorar suas habilidades para executar funções específicas demandadas pelo mercado de trabalho.
A qualificação profissional não é uma formação completa. Ela é utilizada como complemento da educação formal podendo ser aplicada nos níveis básico, médio ou superior. Sua carga horária vai depender da necessidade de aprendizagem.
Seu objetivo principal é a incorporação de conhecimentos teóricos, técnicos e operacionais relacionados à produção de bens e serviços, por meio de processos educativos desenvolvidos em diversas instâncias (escolas, sindicatos, empresas, associações).
No mundo atual e globalizado que vivemos, o mercado de trabalho mostra-se cada vez mais exigente, e a busca por uma colocação profissional não é mais uma questão de empenho ou de sorte, e sim de qualificação. A qualificação profissional deve ser vista como fator determinante para o futuro daqueles que estão buscando uma colocação no mercado de trabalho, sendo ainda de suma importância aos que buscam manter a posição ocupada, alimentando chances reais de crescimento nas corporações, o que nos leva a crêr que a medida que o tempo passa e o mundo evolui, muito além da experiência, adquirir e renovar conhecimento torna-se inevitável.

Justificativa

O termo é centro constante de questionamentos, a medida que atribui-se aos indivíduos mais educados e capacitados, a chance maior de inserção no mercado de trabalho, com recebimento de altos salários, promoções, etc. Além, é claro, da tendência do ambiente social que passa a ser diferenciado com a expectativa do aumento do poder aquisitivo, e que acima de tudo demonstra na prática o ideal correto de funcionamento das organizações: pessoas que aumentam a produtividade das empresas e que por sua vez contribuem com o desenvolvimento Econômico do País.
No Brasil, o Ministério da Educação e Cultura é a instituição de alcance federal que visa contribuir para a melhoria do conhecimento, de forma a proporcionar relevante acesso dos profissionais a uma informação mais refinada, visto que os cursos de pós graduação como mestrado e doutorado tem objetivo que visa produzir conhecimento. Instituições como conselhos de classe não aquecem o conhecimento, mas utilizam o existente em instituições de ensino superior para auxiliá-los, posto que o fato primordial é o contínuo e perpétuo avanço do conhecimento.

Desemprego

As taxas de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil em janeiro de 2008 apresentaram um índice de 8%, registrando uma variação positiva de 0,6 ponto percentual em relação a dezembro de 2007,segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O índice recuou, no entanto, em relação a janeiro do ano passado, quando foi de 9,3%.
Apesar desta idéia de aborgadem sobre emprego e qualificação profissional não ser novidade, a atual realidade parece apresentar resultados que fazem repensar as causas de mudanças positivas e por que não atribuí-las a busca pela qualificação.
As instituições de ensino superior, entidades autônomas a propiciarem a qualificação dos profissionais, são em sua grande maioria portadoras do aval do Ministério da Educação e Cultura. O desemprego no Brasil pode ser visto pela discriminação de conselhos de classe que, ao não cumprirem o ordenamento pátrio (artigo quinto inciso treze da Constituição Federal de 1988; inciso II no artigo 43 da lei 9.394 de 1996) contribuem muito para o desemprego no país. O estigma que envolve a cidadania e dignidade da pessoa humana, encontra no trabalho seu remédio. A pouca atuação da população brasileira em fazer valer o instrumento superior (Constituição) dá às instituições equivocadas quanto a reserva de mercado o falso status de organismos independentes da obrigação de observar a lei superior.

Recolocação

Recolocação é um sub processo, do processo fim-a-fim de outplacement.
Recolocação é o processo pelo qual a empresa de consultoria trabalha para recolocar o demitido no mercado de trabalho, auxiliando-o a refazer seu currículo, aplicando avaliações para identificar seu desempenho, promovendo "workshops" e palestras sobre gestão e mercado, cursos de imersão em inglês e espanhol ou oferecendo apoio psicológico, entre outros serviços.

Recolocação ou outplacement?

Embora compreenda também a recolocação, o Outplacement é uma atividade mais abrangente. Faz parte do seu papel prestar ajuda no preparo do currículo, provendo um trabalho fim-a-fim na transição de carreira do profissional. Existem empresas, estas sim, especializadas em recolocação de carreira, que prestam serviço, em sua maioria direcionado a pessoas físicas, divulgando o perfil de profissionais para as companhias de recrutamento e seleção, e empresas de "headhunting" e a executivos de empresas com poder de decisão.
A demissão costuma desestruturar o profissional, inviabilizando ou dificultando a continuidade de sua carreira. Quando uma consultoria em "outplacement" é contratada, tem como objetivo acolher o profissional desde o momento da demissão e orientá-lo sobre a melhor maneira de recomeçar, fazendo com que repense e redimensione sua carreira.
Depois de orientar o profissional no balanço da carreira, revendo seus objetivos pessoais e profissionais e definindo sua área de atuação, em um novo emprego ou um negócio próprio, a consultoria de recolocação auxilia o profissional a desenvolver a sua rede de contatos e relacionamento (networking), cuidar desta rede e trabalhar técnicas de marketing pessoal e de negociação. Incentiva, ainda, a busca do aperfeiçoamento e do desenvolvimento contínuo do candidato.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

X
Educação Física e Atletismo - Artes Marciais - treinamento, cursos e personal training
(11) 5093-5943 -
Rua Califórnia, 1400, (Final da rua sem saída) - Brooklin Novo - São Paulo / São Paulo / Brasil - CEP 04566-062
Falar com Gabriela